“Vi meus bebês gêmeos partirem após 4 abortos e 9 fertilizações in vitro”

Confira o emocionante desabafo de uma mãe após perder seus bebês gêmeos e ter passado por nove fertilizações in vitro

O coração da mãe Nicola Fletcher partiu em mil pedaços quando ela segurou um de seus bebês, Ellis, pela primeira e última vez. Poucos dias depois, o irmão gêmeo de Ellis, o pequeno Charlie, também não resistiu e faleceu.

Nicola e o marido Marc de Londres da Inglaterra viveram há três meses o capítulo mais difícil de toda a sua luta para se tornarem pais. Nicola havia conseguido engravidar de gêmeos após nove fertilizações in vitro e depois de ter sofrido quatro abortos espontâneos. “Palavras não conseguem descrever a dor que eu senti ao perceber que nenhum dos meus gêmeos iria sobreviver”, disse Nicola em entrevista ao jornal britânico The Sun.

O casal iniciou os tratamentos para engravidar após descobrirem que ambos tinham problemas que tornavam uma gravidez natural impossível. “A notícia de que não conseguiríamos engravidar naturalmente foi muito difícil, especialmente porque estávamos naquela fase em que todos os nossos amigos estavam tendo filhos e ter filhos sempre foi um sonho para nós. Eu via minhas amigas engravidando e, sei que é egoísta, mas eu só conseguia pensar: ‘Por que é tão fácil pra você?’”, relatou Nicola.

“Durante quatro anos passamos por nove fertilizações in vitro e eu sofri 4 abortos espontâneos. A dor nunca ficou menor, você nunca se acostuma com essas perdas, só piora”, contou ela.

Após todas essas tentativas, o casal decidiu parar de pensar no assunto por alguns meses. “Meu marido me olhou e disse: ‘Eu não aguento mais. Eu não quero falar sobre isso por alguns meses’. E eu o entendi completamente. Engravidar estava consumindo toda a nossa vida e nós havíamos perdido nossa identidade como um casal”, afirmou Nicola.

Então, após dois meses o casal usou todas as economias que ainda tinham e realizaram mais uma fertilização in vitro. Eles engravidaram dos gêmeos. E a gestação parecia estar se desenvolvendo bem.

Porém, com 24 semanas de gestação, Nicola sentiu uma terrível dor na barriga. Ela foi para o hospital e os médicos diagnosticaram que ela estava com prolapso de cordão umbilical e um parto cesárea precisou ser feito com urgência.

O pequeno Ellis sobreviveu por apenas 10 horas. E seu irmão Charlie viveu por apenas alguns dias. “No funeral deles nós soltamos borboletas e balões, foi uma homenagem bonita e me ajudou a dar um encerramento”, contou Nicola.

Agora, três meses após a perda, o casal segue com o sonho de se tornarem pais. “Eu sei que nenhuma outra criança vai substituir o espaço especial do meu coração que é do Charlie e do Ellis. Mas eu sonho com o dia em que eu e Marc vamos poder fazer todas as coisas normais que os pais fazem, como levar os filhos no parque, vê-los crescer… Uma amiga se ofereceu para ser barriga de aluguel para nós e esta será nossa próxima tentativa”, concluiu Nicola.

“Vi meus bebês gêmeos partirem após 4 abortos e 9 fertilizações in vitro”
Gostou desse artigo?

Recomendados Para Você: