Ter uma irmã falante ajuda a evitar a depressão, segundo médicos

Um vínculo que é compartilhado por irmãos é um dos mais fortes e verdadeiros em uma família. Não é tão tenso quanto uma relação entre pais e filhos, e com os irmãos podemos aprender a enxergar o mundo de uma maneira diferente e outros conhecimentos que comumente vem de outras pessoas.

Irmãos são os parceiros que se compartilha aventuras únicas, sendo confidentes e aqueles em que se recorre nos momentos difíceis quando não se tem com quem desabafar. Eles são com certeza uma das pessoas mais importantes na vida de qualquer um, e apesar das brigas e desentendimentos, nunca se está só.

Pesquisadores e médicos estão querendo saber qual é essa força que une irmãos e como essa ligação pode afetar a suas vidas. Para tanto foi realizada uma pesquisa para comparar a influência dos irmão em relação a dos pais na vida de uma pessoa.

Quem comandou a pesquisa foi a médica Dra. Laura Padilla-Walker, que também é pesquisadora e professora da Universidade Brigham Young. A pesquisa envolveu 400 famílias que tem mais de um filho e que tem idade de 10 a 14 anos. Os resultados mostraram que os irmãos mais velhos ensinam coisas aos mais novos que os pais não podem e que podem até influenciar na sua personalidade.

No estudo foi destacado que a gentileza e generosidade é passada do irmão mais velho para o mais novo, assim como a confiança em qualquer outra coisa.

O estudo dessa médica revelou ainda que as famílias que tinham filhas mulheres tinham uma menor chance de ter irmãos com depressão em todos os períodos da vida, tudo porque as mulheres tendem a ser mais abertas e expressivas do que os homens ajudando ainda mais os seus irmãos.

Ter uma irmã falante ajuda a evitar a depressão, segundo médicos
Gostou desse artigo?

Recomendados Para Você: