Surgem imagens em vídeo de cachorro agredido e Carrefour se posiciona

As redes estão em polvorosa com a divulgação das primeiras imagens que mostram um segurança da unidade do Carrefour de Osasco, na Grande São Paulo, agredindo um cachorro dentro do supermercado. O crime aconteceu na última quarta-feira (28) e tem sido um dos assuntos mais comentados das redes sociais nos últimos dias.

Nesta terça-feira (4), a ativista dos direitos dos animais, Luisa Mell, esteve na Delegacia da Polícia de Investigações sobre o Meio Ambiente (D.I.I.C.M.A.) de São Paulo. Ela está acompanhando o caso de perto. A artista divulgou nos stories de sua conta oficial no Instagram, as imagens do circuito interno de segurança do Carrefour Osasco.

As imagens estão sendo analisadas na investigação do crime. “A associação de advogados criminalistas está entrando com uma ação de maus tratos contra o funcionário e de danos morais coletivos contra o Carrefour! Iremos acompanhar pessoalmente as investigações! Queremos justiça”, afirmou Luisa Mell.

No vídeo que postou em seu Instagram, aparece também o jurista e deputado estadual por São Paulo, Fernando Capez. Luisa Mell afirmou que estava passando mal ao ver as imagens do ocorrido. Os seguidores da ativista comentaram a postagem.

“Meu Deus, quanto crueldade. Não paro de chorar pensando o quanto deve ter sofrido”, afirmou uma seguidora. “Parabéns, Luisa Mell, ainda bem que tenho você como ícone na luta pelos direitos de nossos animais”, escreveu outra. Alguns internautas pediram um posicionamento do Carrefour.

Em nota, a rede de supermercados afirmou que já havia contatado o Centro de Zoonoses de Osasco pedindo o recolhimento do animal. Em relação aos ferimentos, o Carrefour minimizou o caso.

“Um funcionário de empresa terceirizada tentou afastá-lo da entrada da loja e imagens mostram que esta abordagem pode ter ocasionado um ferimento na pata do animal”, diz a nota.

O texto ainda acusa o Centro de Zoonoses pela morte do animal. “Imagens mostram que esta abordagem pode ter ocasionado um ferimento na pata do animal”.

A prefeitura de Osasco desmente a versão do Carrefour e afirma que o animal estava sangrando muito quando a equipe do CCZ chegou ao local.

Surgem imagens em vídeo de cachorro agredido e Carrefour se posiciona
Gostou desse artigo?

Recomendados Para Você: