Record é acusada de culpar vítima de abuso pela própria morte

Um crime envolvendo uma universitária de 19 anos está chocando o Brasil. Isabela Miranda de Oliveira teria passado mal, e, na sequência, teria sido abusada pelo cunhado. O namorado, ao ver a cena, teria decidido queimar viva a universitária.

Inicialmente, Isabela chegou a ser levada para um hospital, mas com cerca de 80% do corpo queimado, ela acabou não resistindo. A morte ganhou destaque nesta sexta-feira, 8 de março, Dia Internacional da mulher.

Crime ganha grande repercussão no Dia Internacional da Mulher
e Record é criticada

Os familiares contam que Isabela teria bebido um pouco e, como passou mal, decidiu ir para o quarto. Tudo teria ocorrido durante um churrasco em família. O irmão do namorado de Isabela, ao ver a condição da jovem, decidiu abusar dela.

O namorado decidiu ver como Isabela estava e, ao entrar no quarto, viu a cena do abuso. No entanto, ele acreditou que o ato era consensual. Ao perder a cabeça, o criminoso acabou ateando fogo no local. Como Isabela estava passando mal, ela não conseguiu sair.

Antes de colocar fogo no quarto, o namorado – que não teve até o momento o nome identificado – teria espancado a vítima. A Polícia investiga o caso como adultério e abuso sexual, já que não confirma a versão apresentada pelos familiares da vítima.

De acordo com informações da polícia, o namorado da vítima foi preso em flagrante. Internautas se indignaram com a forma como o caso foi noticiado pela Record TV, remetendo à vitima a responsabilidade pelo ocorrido. O canal não comentou as acusações realizadas por meio das redes sociais.

O deputado David Miranda (PSOL), que assumiu o cargo no lugar de Jean Wyllys, fez uma postagem em seu Instagram criticando a abordagem da emissora que, segundo ele, teria exposto a vítima colocando em dúvida seu caráter, ao invés de apontar os possíveis suspeitos como culpados. O título da matéria no site da emissora foi “Jovem tem 80% do corpo queimado após ser flagrada na cama com cunhado”.

Record é acusada de culpar vítima de abuso pela própria morte
Gostou desse artigo?

Recomendados Para Você: