Professor é preso após pedir vídeo íntimo de aluno em troca de boas notas em MG

Um professor de São Sebastião da Bela Vista (MG) foi preso em flagrante por ato libidinoso tentado contra menores. De acordo com a Polícia Civil, ele estaria pedindo vídeos íntimos de alunos em troca de boas notas. Ele foi detido na segunda-feira (10) e levado para o presídio de Santa Rita do Sapucaí nesta terça-feira (11).

O professor, de 33 anos, atuava na Escola Estadual Coronel Gabriel Capistrano há mais de 10 anos, onde dava aulas de português e inglês. Ele foi detido após uma mãe ver a conversa dele com o filho, de 13 anos, e fazer a denúncia.

“Suspeitaram que poderia haver algo de errado entre ele e o professor, então passaram a monitorar o celular da criança e necontraram algumas mensagens de cunho pornográfico”, explica o sargento da Polícia Militar, Diego Fernando Pereira.

Na conversa, o professor convida o menor a ir até a casa dele, porque a esposa iria viajar. Segundo a polícia, as conversas aconteciam há pelo menos um ano. Parte das mensagens continha ainda conteúdo pornográfico.

Professor pedia vídeos íntimos de alunos em troca de boas notas — Foto: Reprodução/EPTV

Professor pedia vídeos íntimos de alunos em troca de boas notas — Foto: Reprodução/EPTV

Segundo a Polícia Civil, no celular do professor não foi encontrado nenhum vídeo do menino, mas uma perícia vai ser realizada para apurar se ele enviou vídeos e também se há outros menores envolvidos. Após a prisão, outras famílias fizeram denúncia no Conselho Tutelar da cidade. Pelo menos quatro crianças teriam sido vítimas.

“Nessa conversa tinha várias insinuações do professor, inclusive para que a criança se masturbasse para ele. Com base nisso, ele foi conduzido para a delegacia, foi preso por ato libidinoso na forma tentada”, diz o delegado regional Renato Gavião.

Em nota, o Conselho Tutelar de São Sebastião da Bela Vista confirmou que está acompanhando o caso, mas não deu mais informações “para preservar as vítimas”.

A Secretaria de Estado de Educação (SEE) informou que já tomou conhecimento do caso e, por meio da Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Pouso Alegre (MG), ouviu o aluno, os pais e a direção da escola para dar início ao processo de apuração da denúncia contra o professor em âmbito administrativo. Um relatório foi encaminhado ao Núcleo de Correição Administrativa (Nucad) da secretaria, que deve definir as medidas a serem tomadas.

A Secretaria de Educação disse ainda que tanto a direção da escola quanto a superintendência estão oferecendo o suporte necessário à família e que a contratação de um professor substituto já foi autorizada.

Professor é preso após pedir vídeo íntimo de aluno em troca de boas notas em MG
Gostou desse artigo?

Recomendados Para Você: