Polícia diz enfim quem matou cadela no Carrefour e detalhes são revelados

Um dos casos que mais repercutiram nesse final de semana foi a agressão contra uma cadela que estava no Carrefour Osasco, em  São Paulo. O animal, que se chamava ‘Manchinha’, acabou  sendo espancado e morreu. O falecimento do pet gerou grande indignação nas redes sociais.

Muitas pessoas clamavam por justiça. Manifestantes chegaram a realizar  protestos dentro da própria loja do Carrefour. Isso gerou problemas. No entanto, nesta terça-feira, 18 de dezembro,  a polícia fez um anúncio importante e duro contra o segurança acusado de matar a cadela ‘Manchinha’.

A  Delegacia do Meio Ambiente do município de Osasco concluiu que o segurança do Carrefour é mesmo o responsável pela morte da cadela. Secretaria da Segurança Pública do estado (SSP-SP) foi quem confirmou a informação à imprensa e detalhes do inquérito acabaram revelados.

A polícia, no  entanto, não  vai revelar o nome do funcionário, que acabou sendo afastado das funções pelo próprio Carrefour. Já se sabe ainda que, por ser considerado um crime de menor potencial, o segurança do  Carrefour responderá pela morte do animal em liberdade.

No inquérito,  mais de 20 pessoas foram ouvidas. A investigação constatou “como causa da morte hemorragia provocada pela lesão sofrida”.

Outra informação  importante passada pela  Secretaria da Segurança Pública do estado (SSP-SP) é a de que o segurança não deve ser preso. Já se sabe que, mesmo que ele seja condenado com base no inquérito da delegacia que investigou o caso, o segurança do Carrefour seguirá solto. O máximo que pode acontecer é ele realizar trabalhos comunitários.

Polícia diz enfim quem matou cadela no Carrefour e detalhes são revelados
Gostou desse artigo?

Recomendados Para Você: