Homem pede socorro aos bombeiros para retirar aliança de casamento presa no dedo, em Maringá

Um homem de 49 anos procurou o Corpo de Bombeiros de Maringá, no norte do Paraná, para retirar uma aliança de casamento que ficou presa no dedo, na madrugada deste domingo (16). A remoção do anel foi feita com uma serra elétrica.

De acordo com os bombeiros, o homem bateu à porta do quartel do Jardim Alvorada, por volta da 1h30. Ele disse que havia procurado ajuda na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Norte, onde foi aconselhado a buscar ajuda no quartel.

Ainda conforme os bombeiros, o dedo do homem já estava roxo. A retirada da aliança, segundo os bombeiros, durou pouco mais de três minutos. Assista ao vídeo acima.

Com a serra circular de uma retífica, uma chave de boca e um alicate, os bombeiros cortaram o anel e o abriram com um alicate.

Na manhã deste domingo, depois do atendimento do homem, uma mulher também procurou ajuda pelo mesmo problema. Ela relatou que dormiu com o anel no dedo e acordou com a mão inchada.

Nos dois casos, o Corpo de Bombeiros não soube especificar a causa do inchaço que causou o problema nas vítimas.

Homem pediu socorro aos bombeiros para retirar aliança de casamento, em Maringá — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Homem pediu socorro aos bombeiros para retirar aliança de casamento, em Maringá — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

O que fazer?

O Corpo de Bombeiros orienta que, ao ter o dedo preso com anel ou aliança, os moradores devem procurar atendimento de urgência, para fazer a retirada, caso soluções caseiras como passar detergente no local não resolverem.Em 2018, até a manhã deste domingo, os bombeiros foram acionados para prestar mais de sete mil atendimentos em Maringá, uma média de 20 casos por dia. Segundo eles, estas foram as primeiras ocorrências por aliança presa ao dedo.

Homem pede socorro aos bombeiros para retirar aliança de casamento presa no dedo, em Maringá
Gostou desse artigo?

Recomendados Para Você: