Homem é preso após buscar ‘parceiro’ pelo Facebook para realizar massacre em escola

Alguns dias após o massacre de Suzano, onde dois adolescentes invadiram uma escola e saíram atirando, resultando na morte de dez pessoas, um homem foi preso a cerca de 440 km de Salvador após ter feito um post no Facebook dizendo estar à procura de uma pessoa interessada em fazer uma dupla com ele para realizar um massacre em uma escola. Após ter sido preso, ele assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e logo em seguida foi liberado.

Logo após a publicação ter sido feita, os moradores da cidade o denunciaram, a polícia foi acionada e ele foi encaminhado para prestar esclarecimentos. Segundo informações da Polícia Militar, o suspeito foi preso onde mora, e no momento da chegada dos policiais, ele estava com a mãe.

A delegada responsável pelo caso, Antônia Jane Araújo Santos informou que o suspeito não especificou em qual escola planejava fazer o ataque e que ele irá responder por incitação ao crime. “É um crime de menor potencial ofensivo e, além disso, ele não tem outras passagens pela polícia. Por isso, foi liberado, mas vai responder pelo caso”, declarou Antônia.

Confira o post:

No post, o homem ainda marcou ‘Charles Johnny Swift’, que, na verdade, se trata de outro perfil mantido por ele na rede social Facebook. Vale ressaltar que, em três dias, este é o segundo caso registrado de um possível ataque contra escolas.

Na última sexta-feira (15), um rapaz de 18 anos teria sido detido após fazer posts na internet com ameaça de atentado em uma escola de Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia.

Homem é preso após buscar ‘parceiro’ pelo Facebook para realizar massacre em escola
Gostou desse artigo?

Recomendados Para Você: