Fruta abundante no Brasil pode ser a solução para as super bactérias

As superbactérias são muito temidas, pois ~são resistentes aos antibióticos mais fortes. Contudo, uma espécie de planta muito encontrada no Brasil pode ser capaz de resolver esse problema.

Estamos falando da Aroeira-vermelha (ou Schinus terebinthifolius ), que possui seu extrato usado há séculos por indígenas da floresta Amazônica no tratamento de doenças da pele.

Os pesquisadores, ao estudar os remédios feitos pelos índios descobriram que essa planta é capaz de combater infecções graves e frear a multiplicação das superbactérias no organismo humano.

Os antibióticos tradicionais matam as bactérias. No entanto, elas tem ficado cada vez mais resistente aos medicamentos. Assim, as propriedade medicinais da  aroeira funcionam de uma maneira mais inteligente, desarmando as bactérias, e não as destruindo como os antibióticos.

De acordo com os cientistas da Emory University, em Atlanta, isso aconteceria pois as substâncias da planta  reprimem o gene que faz com que as células perigosas se comuniquem entre si. Dessa forma, a infecção é aplacada.

Esse modo de acabar com a infeção também impede que as bactérias desenvolvam super resistência.

Um novo estudo, publicado na revista Scientific Reports , mostrou que os compostos da planta foram usados com sucesso para tratar lesões cutâneas de ratos infectados com superbactérias.

A aroeira-vermelha (também conhecida como peppertree), é uma espécie nativa da América do Sul. Contudo também pode ser encontrada na América do Norte, na Flórida, no Alabama, na Geórgia, no Texas e na Califórnia.

 

Fruta abundante no Brasil pode ser a solução para as super bactérias
Gostou desse artigo?