Dona de creche comete ato inadmissível e deixa criança cega e com danos cerebrais

Uma mulher, de 27 anos de idade e que é dona de uma creche ilegal, está sendo a principal culpada em mais um caso de violência contra uma criança inocente. Ela espancou covardemente uma criança de apenas quatro meses de idade, a situação foi tão grave que a criança acabou ficando cega e com danos cerebrais.

Ela foi considerada culpada desse triste e lamentável ato na última sexta-feira. A condenação foi dita por um júri do condado de Johnston. Ela é culpada de crime agravado, por ter causado grandes danos corporais e também por operar uma creche sem licença, o que configura como contravenção.

O filho de Ashleigh Garcia-Gilbert, Kingston, ficou sob os cuidados dessa mulher por apenas 11 dias. Até que ela ligou para o serviço de emergência informando que ele estava vomitando. Os médicos diagnosticaram a criança com traumatismo craniano abusivo, concluindo ainda que ele foi causado por violentos traumas físicos não acidentais, que é resultante de uma violência extrema.

A criança sobreviveu depois de passar 18 dias internada na UTI, porém ela saiu do hospital com sérias sequelas. Kingston ficou cego e agora sofre de atrasos no desenvolvimento por ter ficado com danos cerebrais. Seus pais, que tem mais dois filhos, receberam também a notícia de que a criança nunca se recuperará totalmente.

“Quero dizer, nós praticamente tivemos que lamentar a perda da criança e aceitar que o bebê que estávamos trazendo para casa não era o bebê que eu deixei na creche aquele dia”, disse Garcia-Gilbert em uma entrevista que concedeu ao Fox 4KC.

Dona de creche comete ato inadmissível e deixa criança cega e com danos cerebrais
Gostou desse artigo?

Recomendados Para Você: