Criança tem fratura exposta e mãe acusa escola de negligência

Mãe de menino de 2 anos acusa de negligência uma escola particular de bairro nobre da capital paulista

A criança de 2 anos foi deixada na escolinha e pouco tempo depois a mãe recebeu uma ligação dizendo que houve um incidente mas que não era nada de grave, ao chegar ao chegar ao local ela recebe o filho com um curativo improvisado, mas resolve levá-lo ao hospital.

Ao chegar no hospital, e remover o curativo, o médico percebe que a criança tem uma fratura exposta, que é quando o osso quebrado rompe a pele e fica para fora.

O ferimento foi no dedo, e segundo a escola, foi feito na porta de uma sala. E que não deram um melhor atendimento porque a mãe teria dito que não era para levarem ao hospital e esperassem por ela.

Stella Holzney, conta que a criança necessitou passar por cirurgia, e que ela viveu momentos de muita angustia.

Ela disse que no telefonema que recebeu não foi alertada da gravidade do problema e que disseram que ela não se preocupasse que não teria sido nada grave.

Ela diz que procurou a escola e que ela teria sido tratada com indiferença pelas donas do local que minimizaram o acidente.

Ela acredita que ele estava sozinho quando aconteceu o acidente, e que as salas não estavam preparadas com travas de segurança.

O dedo da criança não terá sequelas.

Mas a mãe decidiu que entrará com ação contra a escola.

Criança tem fratura exposta e mãe acusa escola de negligência
Gostou desse artigo?

Recomendados Para Você: