Criança é diagnosticada com meningite e acende sinal de alerta após morte de neto do Lula

Uma criança de Águas Claras, Brasília (DF), foi diagnosticada com meningite e a notícia já foi confirmada pela Secretaria de Saúde, deixando os pais em alerta por todo o Brasil. O neto do presidente Lula morreu em decorrência de uma meningite meningocócica e na escola onde o menino estudava, as famílias de todos os alunos estão sendo orientadas sobre o que devem fazer.

A Subsecretaria de Vigilância informou aos pais e pessoas próximas à criança diagnosticada com meningite, em Águas Claras, que a doença não é bacteriana e nem viral, dispensando as pessoas próximas de tomarem medicamentos ou vacina.

Em nota divulgada pela Subsecretaria de Vigilância, foi informado que este caso ‘não se enquadra no protocolo para realização de quimioprofilaxia’, procedimento que é indicado quando o paciente teve contato com as pessoas pelo período de 7 dias contando a partir de quando os sintomas tiveram início. Estas medidas são necessárias apenas para o caso da meningocóciga, que matou o neto de Lula, ou então a meningite que é transmitida pelo Haemophilus influenzae.

O síndico do condomínio onde esta criança morava em Águas Claras informou que este é um caso brando da doença, por isso os familiares, amigos e vizinhos não precisam tomar a doença. No caso do neto de Lula, a doença era mais grave e contagiosa, por isso o colégio onde o menino estudava está tendo que tomar todas as medidas necessárias.

Muitos pais estão preocupados com medo de que seja um surto de meningite no Brasil, mas o importante é manter em dia a carteira de vacinação da crianças.

Criança é diagnosticada com meningite e acende sinal de alerta após morte de neto do Lula
Gostou desse artigo?

Recomendados Para Você: