Composto presente na Nutella é altamente cancerígeno e empresa se nega a mudar a fórmula

Nutella é um alimento que agradas crianças e adultos e dispensa apresentações!

O creme de avelã pode ser usado em muitas receitas. Mas, essa gostosura toda pode ter um preço alto para nossa saúde.

Recentemente, a empresa que fabrica a Nutella, a Ferrero, tem recebido duras críticas, pois o óleo de palma usado na produção seria causador de câncer.

O alerta foi feito ano passado, pela mão da Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (AESA). De acordo com esta instituição, as substâncias comestíveis presentes no óleo de palma são altamente cancerígenas.

Isso representa um grande risco para o nossa saúde.

O principal composto causador do câncer é chamado de glicidol.

Segundo a Dra. Helle Knusten, da AESA, este composto é liberando quando o óleo de palma atinge 200 º.

O óleo de palma também é usado por outras marcas de doce, como a Cadbury’s e a Ben & Jerry’s.

Para se defender dessas gravíssimas acusações, a Ferrero lançou uma campanha publicitária como forma de recuperar os consumidores perdidos. Mesmo com toda a polêmica, o óleo de palma continuará fazendo parte da composição do doce.

Isso porque, é o óleo de palma que dá a textura cremosa do creme de avelã. “Se produzirmos a Nutella sem óleo de palma não estamos produzindo Nutella, mas sim uma versão inferior. É como se estivéssemos caminhando para trás, ao invés de evoluir” , refere Vincenzo Tapella, diretor de compras da Ferrero.

Seundo a agência Reuters, se o óleo de palma fosse substituído por óleo de girassol ou canola iria aumentar os custos de produção em apenas 22 dólares.

A marca não confirma nem desmente esses valores, e tem se mostrado indisponível para a negociação.

Composto presente na Nutella é altamente cancerígeno e empresa se nega a mudar a fórmula
5 (100%) 1 vote