Caso Taina: suspeito de sequestrar jovem e filha de oito meses é preso no Maranhão

O homem suspeito de sequestrar a jovem de Pilar do Sul (SP) Taina Queiroz, de 18 anos, e a filha dela de oito meses Sofia Helena da Silva, foi preso neste sábado (1º) em São Luís, no Maranhão. A informação foi confirmada pelo delegado Acácio Leite, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba (SP).

Taina e a filha não eram vistas pela família desde o dia 3 de novembro. O marido da jovem, Raul Kennedy da Silva, de 19 anos, registrou um boletim de ocorrência de desaparecimento, mas suspeitava que o ex-patrão, Luís Fernando Lourenço, procurado pela Justiça por estelionato, tinha sequestrado as duas.

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba, responsável pela investigação, estava investigando como desaparecimento, mas passou a tratar o caso como subtração de incapaz.

Ao G1, o delegado afirmou que a primeira informação que recebeu foi de que Luís foi preso pela Polícia Militar do Maranhão por ser considerado foragido.

Porém, não soube informar para a reportagem se ele se apresentou na delegacia da cidade ou se foi denunciado.

“Fui informado sobre a prisão e que está lá no plantão. Taina e a filha foram encaminhadas para um abrigo, e a família foi informada sobre o encontro delas.”

Luís foi preso pela Polícia Civil por ser considerado foragido — Foto: Arquivo pessoal

Luís foi preso pela Polícia Civil por ser considerado foragido — Foto: Arquivo pessoal

Ainda de acordo com o delegado, Luís será encaminhado para a região de Sorocaba, onde cumprirá pena por estelionato e será investigado em relação ao inquérito policial sobre subtração de incapaz.

“Ele será trazido para a região de Sorocaba nos próximos dias, onde ficará à disposição da Justiça. Em seguida, daremos prosseguimento ao inquérito policial para entender melhor o que ocorreu em relação ao caso da Taina”

Sobre Taina responder criminalmente por subtração de incapaz, o delegado afirmou que inicialmente não. Porém, ela deve ser ouvida quando retornar para Pilar do Sul.

Sumiço

O desaparecmento foi registrado no dia 3 de novembro. O marido da jovem conta que viajou a trabalho para Castilho (SP) e, quando retornou para casa, não encontrou mais a esposa e a filha.

Raul ainda afirma que conheceu o ex-patrão há quatro meses, em Sorocaba. Ele se apresentou como cantor e empresário e ofereceu emprego para o rapaz entregar outdoor em cidades do interior de São Paulo.

“Ele levou a gente em shows e se mostrava uma pessoa que tinha conhecimento, importante. Nunca tive problema com ele, mas é um cara invejoso e não aceitava ver a gente feliz”, disse na época ao G1.

Raul com a filha Sofia e a esposa Taina de Queiroz Mendes — Foto: Arquivo Pessoal/Raul Kennedy da Silva
Caso Taina: suspeito de sequestrar jovem e filha de oito meses é preso no Maranhão
Gostou desse artigo?

Recomendados Para Você: