Albert Einstein emite boletim sobre saúde de Bolsonaro e estado impressiona

presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) segue internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, depois da retirada da bolsa de colostomia, no dia 28 de janeiro. Bolsonaro não tem previsão de receber alta médica, mas o boletim divulgado neste sábado (9) é animador comparado a dias anteriores.

O boletim assinado pelo cirurgião Antônio Luiz Macedo, e pelo clínico e cardiologista Leandro Echenique diz que Bolsonaro “Prossegue afebril e com boa evolução clínico-cirúrgica. O quadro pulmonar está em regressão e houve melhora dos exames laboratoriais”.

Em outras palavras, o presidente não apresenta febre e a pneumonia está regredindo. As boas notícias não param por aí. Bolsonaro também passou da dieta líquida para a dieta cremosa e teve ótima aceitação devido à evolução da movimentação intestinal.

“Segue com os antibióticos e a nutrição parenteral. Estão sendo mantidas as medidas de prevenção de trombose venosa, realizados exercícios respiratórios e aumento dos períodos de caminhada fora do quarto. Por ordem médica, as visitas permanecem restritas”, finaliza o boletim.

A internação de Bolsonaro para retirada da bolsa de colostomia é em decorrência da facada que ele levou no dia 6 de setembro do ano passado, em Juiz de Fora, Minas Gerais. O agressor, Adelio Bispo de Oliveira, segue preso em presídio federal do Mato Grosso.

Após a facada, Bolsonaro quase morreu e teve que passar por cirurgia urgente. A bolsa foi usada por mais de quatro meses. Mesmo internado, o presidente tem despachado do hospital.

Albert Einstein emite boletim sobre saúde de Bolsonaro e estado impressiona
Gostou desse artigo?

Recomendados Para Você: