‘Acabei batendo, mas sem intenção de machucar’, diz pai suspeito de agredir bebê no Paraná

O pai de 22 anos preso suspeito de agredir o filho, um bebê de cinco meses, disse à Polícia Civil que agrediu a criança, mas que não tinha a intenção de machucá-la. O caso ocorreu em Itaipulândia, na região oeste do Paraná.

No dia em que foi preso, em 20 de outubro, ele afirmou que o bebê tinha caído da cama. No depoimento de segunda-feira (27), porém, mudou a versão.

“O nenê estava muito irritado, só chorando, não conseguia fazer ele acalmar… Perdi a cabeça. Acabei batendo, mas não tinha a intenção de machucar”, contou.

O jovem também relatou que, depois das agressões, o filho dormiu no colo dele. “Ele chorou mais um pouquinho e dormiu”, falou.

O pai também disse que a mãe da criança estava trabalhando no momento das agressões e que, quando chegou, percebeu os ferimentos no rosto do filho.

“Eu disse para ela que ele tinha caído. Daí, ela pegou e foi para o hospital”, contou.

Para a polícia, o suspeito falou que não levou o menino ao hospital porque não tinha um veículo para ir ao local e que não passou pela cabeça dele pedir a ajuda de alguém.

Ao fim, o pai ainda disse que se arrependeu.

“[Se pudesse voltar no tempo] Não faria isso jamais. Arrependido até mais”, afirmou.

Nesta terça-feira (27), ele continua preso na delegacia da Polícia Civil de São Miguel do Iguaçu, também na região oeste. O bebê está bem.

O bebê, que já estava com o braço quebrado, foi levado ao hospital com ferimentos no rosto. — Foto: Reprodução/RPC
‘Acabei batendo, mas sem intenção de machucar’, diz pai suspeito de agredir bebê no Paraná
Gostou desse artigo?

Recomendados Para Você: